quinta-feira, setembro 08, 2011

MOTELx 2011 (1): Terror regressa à capital

Começou ontem, no Cinema São Jorge, a quinta edição do Festival Internacional de Cinema de Terror de Lisboa, o MOTELx. Dirigido por Carlos Pontes, João Monteiro, João Viana e Pedro Souto (co-programadores com Luís Canau), e produzido por Cláudia Craveira, o MOTELx faz este ano uma retrospectiva dos realizadores nipónico Sion Sono (Suicide Club; Strange Circus; Cold Fish) e norte-americano Eli Roth (Hostel; Cabin Fever), com quem contará numa masterclass com duração de uma hora, no próximo domingo. 

A sessão de abertura decorreu ontem às 21:30, tendo exibido The Troll Hunter (de que falarei amanhã). À tarde, na secção de curtas internacionais (em competição), foram exibidos To My Mother and Father (2010), de Michael Guerraz; Jack (2009), de Kryshan Randel; Spirale (2009), de Michael Guerraz; Les Bessones del Carrer de Ponent (2010), de Marc Riba e Anna Solanas; e The Legend of Beaver Dam (2010), de Jerome Sable

Na secção “Serviço de Quarto” foram também exibidas as longas-metragens Mother’s Day (2010), de Darren Lynn Bousman; Frozen (2010), de Adam Green; Somos lo que Hay (2010), de Jorge Michel Grau; e a antestreia de The Ward (que estreia hoje), longa-metragem de 2010 do realizador John Carpenter. Gonçalo Trindade, colaborador do Ante-Cinema, publicou uma entrevista com o autor, que poderá ser lida aqui.

Amanhã poderão contar com críticas das curtas e algumas longas hoje projectadas no MOTELx. Toda a programação aqui.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Assine, sempre que possível, o seu comentário.