quarta-feira, outubro 07, 2009

:Compreendendo os adolescentes

Muitas são as películas que se destinam ao público adolescente - afinal, que público, na sua grande maioria, é mais consumidor e ingénuo relativamente às imagens que se lhe são exibidas? Poucas são, contudo, aquelas que tentam, de uma forma mais ou menos directa, entrar na profundidade da sua mente, criticando o seu comportamento e a busca da identidade na violência, na sexualidade ou, simplesmente, no conformismo. Tarefa difícil mas certamente não irrealizável. Dessa forma, deixo-vos hoje com uma série de cinco inspiradoras películas que valem a pena ser visionadas pelo menos uma vez na vida, dada a sua qualidade artística ou a forma como marcaram a sociedade e o mundo da sétima arte pela temática (ou a forma como esta é abordada). Mysterious Skin (2007), Paranoid Park (2007), Ken Park (2002), The Dreamers (2003) e A Clockwork Orange (1971) são, para além dos que em baixo enuncio, filmes muito recomendáveis.

Sementes de Violência (1955)


Fúria de Viver (1955)


Kids - Miúdos (1995)


Elephant (2003)


Entre les Murs (2008)

6 comentários:

  1. Tens razão. Tratar os adolescentes não como um íman de estereótipos mas como eles são, em toda a sua profundidade psicológica, não é muito comum; falando em estreias de cinema, é raríssimo.

    Felizmente, há bons filmes que lhes façam justiça. Os que enumeraste são dos melhores exemplos.

    Cumps.
    Roberto Simões
    CINEROAD - A Estrada do Cinema

    ResponderEliminar
  2. O que é raro são adolescentes como tu, conscientes e inteligentes. Excelente apanhado!

    ResponderEliminar
  3. Ora bem, concordo com o Tiago antes de mais. Depois sim, existem determinados filmes que realmente marcam as gerações e, tendo uma consciência acerca desse facto, poderia ser feito um esforço acrescido para os marcar de forma positiva. Por exemplo, mesmo não tendo qualquer tipo de apreço pelo Kids, reconheço que é um filme que deveria ser visto nas escolas (se não for mais, estou certo que deixará uma imagem marcante equase visceral). Ao invés temos uma proliferação de uma cultura emo/incompreensível através de fitas como Twilight ou até Harry Potter. Da tua lista destaco primordialmente Entre les Murs que oferece um actual e cru retrato sobre uma realidade assustadora.

    E acrescentaria dois filmes. Por um lado Dangerous Minds, que apesar de ser altamente criticado por passar tantas vezes na tv ao Sábado à tarde continua a ter um impacto muito interessante e, direi até, urbano. Depois incluiria obrigatoriamente Donnie Darko porque ajuda a compreender uma determinada faixa de adolescentes revoltados com a vida (um pouco a semelhança de Elephant). Curiosa é a exploração de Van Sant neste temática.

    Abraço

    ResponderEliminar
  4. Roberto, é bem verdade; subscrevo inteiramente o que dizes.

    Tiago, embora não considere que faça jus ao retrato por ti criado, agradeço as palavras amigas.

    e Fifeco, obrigado pelas sugestões! Nunca vi o Dangerous Minds, mas parece-me que estará para breve. Donnie Darko é um filme muito bom que também entra na mente do adolescente alienado. Van Sant continua, para mim, o génio nesta temática.

    Abraços!

    ResponderEliminar
  5. Elephant "muito recomendável"?

    Yeah right --

    ResponderEliminar
  6. Otherside,

    é, de facto, MUITO recomendável - apesar de ter bem a noção de que grande parte das pessoas não gosta, simplesmente, do filme. Se quiseres saber o porquê da recomendação, lê a minha crítica :p

    Abraço

    ResponderEliminar

Assine, sempre que possível, o seu comentário.