segunda-feira, março 01, 2010

Março e Wong Kar-Wai

A Primavera estará, este ano, associada a um dos maiores nomes do cinema contemporâneo - o chinês Wong Kar-Wai que traz à iniciativa preconizada, uma vez mais, pelos blogues CINEROAD, O Sétimo Continente e Split Screen, uma visão oriental e delicada do ser humano e das vertentes mais profundas nas quais este mergulha. Assim será que o amor, as convenções, o desejo e a procura inconstante da felicidade serão tratados por este sublime artista que captará estes temas predilectos filmando a errância contínua de múltiplos espíritos (encarnados, não poucas vezes, pelos mesmos corpos actuantes), que se cruzam nas disformes instâncias da vida. O seu estilo formal procede-se pela via de uma característica e única procura de coadunar a imagem, que vive das fortes e contrastantes cores, dos cenários que por si falam e de uma pormenorização na caracterização das personagens e guarda-roupa, com o som, que encontra na melodia e na música um meio de entrar na mente dos protagonistas, com a narrativa, que não mais tenta senão descrever as típicas e sofridas jornadas de qualquer pessoa. Desta forma, a juntar esforços para tudo isto analisar, contamos com o blogue Cinema as my World, convidado neste Março vivaz e apaixonado. Desejo a todos os autores boa sorte e uma rica experiência, tal como aos leitores, que espero que nos acompanhem com atenção - Kar-Wai o merece, e a Primavera também.

1 comentário:

  1. Cada vez tenho menos tempo para as iniciativas, o que é de facto uma pena. Mas tenho bastante interesse em conhecer a filmografia deste senhor.

    ResponderEliminar

Assine, sempre que possível, o seu comentário.