segunda-feira, novembro 09, 2009

:Taxi Driver




Nova Iorque nunca foi tão solitária como em Taxi Driver. Scorsese oferece-nos, com este estranho, melancólico e pessimista mas belo ensaio sobre a perda do indivíduo na multidão, uma vagarosa deambulação pelas ruas da sociedade urbana, conduzida por um metamorfósico Robert De Niro que dificilmente esqueceremos. A dor do anónimo Travis é a dor que se sente mas que não se verbaliza, causada pela pesada apreensão pessoal de que a anomia social está em constante ebulição, transformando a sociedade num só massificado e decadente — e as suas acções conseguintes vêm a justificar-se como símbolo da sua vontade de criar, de alguma forma, uma “limpeza” que se afigura por demais necessária. Mas ele, tal como tudo e todos, permanece anónimo, apesar de todo o esforço que dele assistimos durante duas horas, perdendo a sua individualidade em prol da fria e imposta massificação. Tal como a própria tagline do filme refere, on every street in every city, there's a nobody who dreams of being a somebody. E é, entre os outros elementos estruturantes, na melodia de Herrmann e na fotografia de Chapman que tudo parece coadunar, finalizando uma respeitosa viagem onde o taxímetro da moralidade e da censura pareceu ter estado sempre desligado.
8/10



6 comentários:

  1. Um obra extraordinária, cuja "tagline" muito bem desenvolveste neste texto.

    5*

    Cumps.
    Roberto Simões
    CINEROAD - A Estrada do Cinema

    ResponderEliminar
  2. Uma história muito excelente, como só Scorsese poderia realizar. Um Robert De Niro doentio, mas soberbo e até uma Jodie Foster, em estado bruto fantástica!

    ResponderEliminar
  3. Excelente escrito antes de mais. Quanto ao filme, é muito bom sim e partilho da tua nota e opinião. Ainda assim, esperava uma obra-prima que acabou por nunca surgir.

    Abraço

    ResponderEliminar
  4. Acho que foi um injutiçado esse ano na academia no entanto pensei que sairia melhor, embora o final seja bom o filme não se justifica como a melhor obra de Scorsese.


    Abraço
    http://nekascw.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  5. DeNiro em atuação cicatrizante, perfeito!

    belo blog, seguirei!

    ResponderEliminar
  6. Roberto,

    obrigado pelo elogio. É um filme bastante interessante :)

    Tiago,

    Tenho cada vez mais respeito por DeNiro. Creio que ele ainda está mais espectacular no Raging Bull, não achas?

    Fifeco,

    Creio que estamos, os dois, em completa sintonia sobre a opinião do Taxi Driver :p Obrigado pelo elogio.

    Nekas,

    Terei que ver mais alguns filmes de Scorsese para decidir qual o melhor dele.

    Cristiano,

    DeNiro é um actor espectacular, de facto.

    Abraço a todos

    ResponderEliminar

Assine, sempre que possível, o seu comentário.