sábado, setembro 03, 2011

Queer pop (3/30): Pet Shop Boys



Being Boring (1990), dos Pet Shop Boys
Realizado por Bruce Weber

O fotógrafo Bruce Weber começou a experimentar o cinema em finais dos anos 80 e pouco depois era desafiado pelos Pet Shop Boys para realizar um teledisco para um dos singles do álbum Behaviour (editado em 1990). Pensado sem uma lógica narrativa, antes como ilustração de uma ideia, valorizando um claro olhar fotográfico, Being Boring encena um ambiente de festa privada. O teledisco abre com a presença de um corpo masculino, nú, saindo de uma piscina, sobre as imagens surgindo as palavras: "I came from Newcastle in the North of England. We used to have lots of parties where everyone got dressed up and on one party invitation was the quote 'she was never bored because she was never boring'. The song is about growing up - the ideals that you have when you're young and how they turn out ".

Lançada a “carta de intenções”, sucedem-se imagens que em tudo sublinham o olhar característico da fotografia (a preto e branco) de Bruce Weber. É um dos melhores telediscos dos Pet Shop Boys, mas as imagens de nudez (masculina e feminina) terão contrbuido para que não conhecesse expressão maior nas televisões. Bruce Webber voltou a dirigir, para os Pet Shop Boys, os telediscos de Se a Vida É (That's The Way Life Is), de 1996 e I Get Along, de 2002.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Assine, sempre que possível, o seu comentário.