quarta-feira, agosto 31, 2011

Double Feature [7]: Adeus, Rapazes e Canino

O Double Feature é um espaço de opinião regular sobre dois DVDs lançados (ou reeditados) pelas distribuidoras portuguesas. O comentário que segue foi publicado no dia 6 de Agosto de 2011, na revista Notícias Sábado que integra o Diário de Notícias e o Jornal de Notícias.

Adeus, Rapazes, de Louis Malle
Avalon / FNAC
★★★★★

Vencedor do Leão de Ouro no Festival de Veneza de 1987, Au Revoir les Enfants é uma inesquecível obra-prima e um clássico absoluto do cinema francês. Dando uso à memória como forma para reproduzir a sua infância vivida durante a Segunda Guerra Mundiual, Louis Malle versa a história de como dois jovens rapazes (onde um deles é judeu) travam amizade num colégio católico durante o Inverno de 1943. É sobretudo através de uma fotografia profundamente bela que este conto lírico ganha maior energia, parecendo que Malle concentrou forças para filmar a subtileza dos gestos dos protagonistas. O poder da sugestão aqui presente acaba assim por tornar visível o horror da guerra e a ocupação nazi em França, deixando transparecer, por parte do autor, uma comovente sinceridade.

Canino, de Giorgos Lanthimos
Clap Filmes
★★★★

Misto de tragédia, comédia negra, sátira social e, em muitos aspectos, antropológica, esta grande obra que nos chega de uma Grécia abalada pela crise económica foi vencedora do prémio para melhor filme no Estoril Film Festival e, numa tirada que surpreendeu as previsões, esteve nomeada para o Óscar para melhor filme estrangeiro. Conduzida através de uma câmara dir-se-ia quase “clínica”, Giorgos Lanthimos conta a história de três irmãos alienados do mundo e dos conceitos usados pelo ser humano por culpa dos pais. Kynodontas obriga-nos assim a questionar a nossa posição em comunidade e o que é isto de ser naturalmente humano, vislumbrando a possibilidade de não sermos poluídos socialmente se dependermos nos impulsos e na curiosidade que nos são característicos.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Assine, sempre que possível, o seu comentário.