domingo, maio 22, 2011

Cannes [12]: A vitória do cinema de Malick


Terminou a 64ª edição da maior festa do cinema do mundo, o Festival de Cannes. Após 11 dias de projecção de filmes em competição para a cobiçada Palma de Ouro, o júri, presidido por Roberto DeNiro, decidiu premiar – e muitíssimo justamente – a quinta longa-metragem do misterioso Terrence Malick: «A Árvore da Vida», a estrear na próxima quinta-feira, dia 26 de Maio, nas salas de cinema portuguesas, e amanhã, dia 23, em antestreia, na Cinemateca de Lisboa. A crítica ao filme (que, por aqui, já foi vista e é uma obra-prima e a maior do realizador), será publicada muito em breve.

O produtor do filme Bill Pohlad, disse: «I have always wanted to speak French, and tonight more than ever. Tonight I have to take the place of a giant. Terrence Malick is very shy and discreet. But I spoke to him today and I know he is very happy to receive this honour. The Tree Of Life was a long journey, but it was all worth it. I would like to thank especially the Festival de Cannes.» O palmarés completo, a seguir:

Palma de Ouro
The Tree of Life, de Terrence Malick

Grande Prémio
Le Gamin au Vélo, de Jean-Pierre Dardenne e Luc Dardenne
em ex-aequo com Once Upon a Time in Anatolia, de Nuri Bilge Ceylan

Melhor Realizador
Nicolas Winding Refn por Drive

Melhor Actor
Jean Dujardin por The Artist

Melhor Actriz
Kirsten Dunst por Melancholia

Melhor Argumento
Footnote, de Joseph Cedar

Prémio Especial do Júri
Polisse, de Maïwenn Le Besco

Palma de Ouro para Melhor Curta-Metragem
Cross, de Maryna Vroda

Caméra D'Or
Las Acacias, de Pablo Giorgelli

[em actualização]

3 comentários:

  1. Justa Palma de Ouro. É verdade que não vimos ainda os outros filmes... Mas este filme é mais que um filme. É uma experiência maior.

    ResponderEliminar
  2. Vamos ver se este fim-de-semana te corroboro ou desminto quanto a Tree of Life.

    Abraço
    Frank and Hall's Stuff

    ResponderEliminar

Assine, sempre que possível, o seu comentário.