quarta-feira, setembro 15, 2010

Lost Highway

É bizarro perceber que se passaram duas horas e um quarto e eu completamente concentrado numa trama que se tenta perceber mas que nunca - e eu acredito no que estou a dizer - mas mesmo nunca se vai plenamente desmistificar.
David Lynch é um senhor dotado da capacidade de discutir a verdadeira essência da realidade e de a desconstruir em prol do culto, da beleza, na peculiaridade e do transcendente. Acredito mesmo que, muito para além do simples espectador, nem o próprio cineasta consiga descodificar plenitude narrativa naquilo que montou, em Lost Highway.
Este filme é uma obra completa na sua existência surrealista mas não mais que isso, por não conseguir captar a realidade do mundo comum e em vez disso extrair dela tudo o que lhe é sinistro, erótico, esquivo e artificialmente belo, e ainda bem!
A acrescentar apenas a sensação de incógnita, inconstância, deambulação lógica e formal, e pura mestria com que se fica desta, definitivamente, obra de culto.

13 comentários:

  1. Aquele gajo que não entrou na ESTC15 de setembro de 2010 às 02:22

    O filme mais "jovial" e "rasca" (num bom sentido) do David Lynch. Aconselho o Blue Velvet e a série Twin Peaks toda, pena metade dos episódios serem telenovela. Depois, o Fire Walk With Me.

    ResponderEliminar
  2. Pedro Emanuel Cabeleira15 de setembro de 2010 às 12:07

    Um grande filme de Lynch, uma realização desconcertante assente no mundo do bizarro. David Lynch disse que nem ele próprio compreendia o que fazia, o que torna os filmes dele deveras intrigante, surgem como quebra cabeças esplendorosos e formidáveis que nós temos de montar, desvendar, sem nunca saber a certeza.

    ResponderEliminar
  3. Um dos meus filmes preferidos de Lynch e da minha vida.

    Este filme prova como David Lynch, para além de "discutir a verdadeira essência da realidade", é o único, hoje em dia, capaz de tornar o surreal tão mundano.

    Cumps. cinéfilos.

    ResponderEliminar
  4. Olá a todos. Aquele gajo que não entrou na ESTC, em primeiro lugar, é pena não teres passado a entrevista, porque pareces ser definitivamente uma pessoa muito mais interessada em cinema do que parte da gente que por lá andou na fase dos seminários, em segundo, a Twin Peaks fica para quando tiver mais tempo e o Blue Velvet está a caminho - obrigado pelas sugestões; Pedro, o Lynch é dos poucos no mundo do cinema que tem "tomates" suficientes para assumir que nem ele percebe onde o seu génio por vezes o leva, o que parece ser um pecado mortal entre a comunidade cinéfila que procura a razão para o mais ínfimo aspecto de cada filme, deslocando-se da força e poder que se pode encontrar no imprevisto; Sam, concordo plenamente.
    Abraço.

    ResponderEliminar
  5. Aquele gajo que não entrou na ESTC17 de setembro de 2010 às 03:34

    Ehehe, obrigado. Ainda estou em recuperação pós-choque mas não penso em desistir. Que eles esperavam mais qualquer coisa que ter conhecimento de filmes, esperavam. O quê, acho que já percebi. E embora não faça parte da minha maneira de ser e dos meus gostos, para o ano dar-lhes-ei o que eles queriam. Flávio, sou o anónimo que te pediu a ficha, mas vou passar a designar-me assim. Cumprimentos.

    ResponderEliminar
  6. e eu não sou o Flávio, sou o Paulo. Prazer. lol

    ResponderEliminar
  7. Aquele gajo que não entrou na ESTC18 de setembro de 2010 às 03:11

    A minha mensagem era para ti, Dinis, nem reparei quem tinha escrito o texto. De qualquer maneira supus que o Flávio costumasse ver os comentários, por isso queria informá-lo. Prazer, Paulo (Dinis?), eu sou "aquele gajo" :)

    ResponderEliminar
  8. Leio todos os comentários, sim :) Welcome again, "aquele gajo" eheh

    ResponderEliminar
  9. Mais um daqueles filmes que se acabam de ver e ficamos "estás lixado [a falar para o filme], vou ver-te outra vez e vou dissecar-te e compreender-te todo !" (e eu reconheço que isto pode soar a qualquer coisa de erótico mas não, de todo).

    ResponderEliminar
  10. Diogo, eu vi o filme duas vezes e mantenho o que escrevo no post. XD

    ResponderEliminar
  11. Axo k grande parte dos filmes dele sao para o publico criar por si a soluçao........

    Um pouco como fire walk with me!!

    ResponderEliminar
  12. Lynch é dos meus preferidos de sempre, logo sou suspeita. Lost Highway é dos seus melhores.

    ResponderEliminar

Assine, sempre que possível, o seu comentário.