quarta-feira, março 04, 2009

:Filme de Deus


É bastante curioso que, no que podia ter sido um flop monumental, vejo uma obra-prima memorável e perfeita, quer pela sensibilidade e humanidade tida pelos temas tratados, quer pelo jogo de sedução frenético e espectacular que Meirelles gostou de ter com a câmara. E eu que adiei tempos sem fim ver a Cidade. Isto para dar uma lição ao meu mau instinto empírico (caso ele existisse, obviamente) no que refere a escolha de filmes para ir vendo. Mas enfim, o importante é que Buscapé já veio ter à minha memória e caminha para uma futura e mais aprofundada visualização.

3 comentários:

  1. Grande filme, sem dúvida!
    Masterpiece. O filme tem um ritmo único e um trabalho de montagem e de dramaturgia extraordinário.

    Roberto F. A. Simões
    CINEROAD
    (http://cineroad.blogspot.com/)

    ResponderEliminar
  2. Um excelente filme sem dúvida. Meirelles a provar que o cinema nao tem nacionalidade, neste caso, o bom cinema.

    Eu gostei bastante do tropa de elite porque oferece a outra parte deste filme e apresenta uma outra visão, embora semelhante, muito interessante.

    Abraço

    ResponderEliminar
  3. Roberto,

    Tens razão, sim. O ritmo hiperactivo do filme é alucinante e, ao mesmo tempo, espectacular. Uma verdadeira obra-prima.

    Abraço

    Fifeco,

    Hoje recomendaram-me também o Tropa de Elite e fiquei bastante curioso. Depois de ler algumas críticas, acho que fica na minha lista de espera, esse. Obrigado pela sugestão.
    Ah, e aproveito para te responder: não me decido mesmo com o FilmAffinity. Tenho de começar a fazer uma reflexão mais profunda nas notas que dou ;)

    Abraço

    ResponderEliminar

Assine, sempre que possível, o seu comentário.